Descoberto o meio de conservação das múmias egípcias

O segredo está no piche

02 maio 2005
  |  Partilhar:

 

 

 

O uso de piche _produto da destilação do alcatrão ou da terebintina_ pode ter sido um dos segredos da preservação das múmias egípcias, de acordo com uma equipa de cientistas.
 

 

Um grupo de cientistas das universidades A&M do Texas, EUA, e de Alexandria, no Egipto, descobriu que a substância, que se desenvolve em infiltrações naturais de petróleo, era utilizada pelos mumificadores egípcios.
 

 

Os cientistas dizem que os egípcios já pareciam conhecer as propriedades de vedação do piche e usavam-no para impedir que a humidade passasse pelos invólucros, danificando o corpo da pessoa mumificada. Os cientistas também acreditam que os antigos usavam o piche para alimentar o fogo em fábricas de vidro.
 

 

As descobertas foram feitas durante escavações na área do Canal de Suez. Os resquícios de piche foram encontrados em múmias que datam de 900 A.C. e as amostras recolhidas foram comparadas com as de infiltrações naturais de petróleo. «Provavelmente, os egípcios sabiam mais sobre a mumificação do que qualquer outro povo no mundo na época e o uso de piche parece ser um processo importante nos seus esforços de preservação», afirma à BBC, Mahlon Kennicut II, um dos cientistas que participou no estudo.
 

 

As descobertas feitas no Canal de Suez, segundo Kennicut, também indicam a possibilidade de que as rotas comerciais _usadas pelos egípcios _ fossem mais antigas do que se pensava, já que parte do piche utilizado parece ter sido trazido de lugares que ficam a centenas de quilómetros da região do canal.
 

 

Os resultados do estudo foram divulgados na revista especializada Journal of Geoarchaelogy.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

Jornalista
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.