Descoberto mecanismo pelo qual o Herpes simplex se mantém latente

Estudo apresentado na revista “Nature”

03 julho 2008
  |  Partilhar:

Cientistas norte-americanos descobriram o mecanismo que permite ao vírus herpes simplex manter-se latente até ressurgir na pele ou nas mucosas em pequenas vesículas, indica um estudo publicado quinta-feira na revista "Nature".
 

 

A equipa liderada pelo professor Bryan Cullende (Duke University Medical Center, Durham, Carolina do Norte, nos EUA) indica ter descoberto o mecanismo pelo qual o vírus herpes simplex tipo 1 (HSV-1) se mantém latente no corpo antes de reaparecer, despoletado pelo stress ou como reacção à exposição solar.
 

 

No estado latente, o vírus não se propaga, produzindo apenas um tipo de material genético, o RNA-LAT, cuja finalidade era desconhecida.
 

 

Os investigadores descobriram que essa forma de RNA (ácido ribonucléico) apresenta-se em unidades menores, micro-RNA, que mantêm o vírus inactivo, bloqueando a produção das proteínas necessárias para a sua proliferação.
 

 

Sob efeito do stress, esses micro-RNA passam a não ser suficientes para bloquear a produção de proteínas, favorecendo, assim, a activação do vírus.
 

 

Segundo o professor Cullen, essa descoberta poderá conduzir ao desenvolvimento de uma combinação terapêutica destina a reactivar o vírus - inacessível a qualquer tratamento na sua forma inactiva - e poder depois combate-lo com um antiviral.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.