Descoberto mecanismo de ligação do sistema circulatório

Estudo publicado nos “Proceedings of the National Academy of Sciences”

28 novembro 2013
  |  Partilhar:

Investigadores suecos e alemães descobriram o novo mecanismo que regula a forma como os vasos sanguíneos crescem e se ligam entre si. O estudo, publicado nos “Proceedings of the National Academy of Sciences”, poderá abrir novas portas para o desenvolvimento de tratamentos anticancerígenos.
 

O sistema circulatório alimenta todas as células do organismo, sendo o desenvolvimento adequado de novos vasos sanguíneos crucial para o desenvolvimento embrionário. Neste estudo os investigadores do Instituto Karolinska, na Suécia, e da Universidade Heinrich Heine de Düsseldorf, na Alemanha, demonstraram, pela primeira vez, que a enzima glutaredoxina 2 desempenha um papel importante no desenvolvimento cardiovascular.
 

Estudos anteriores, realizados pela mesma equipa de investigadores, já tinham constatado que esta enzima era indispensável para a sobrevivência das células nervosas durante o desenvolvimento embrionário do cérebro.
 

Neste estudo, os investigadores utilizaram peixes-zebra que foram geneticamente modificados de modo a que o seu sistema circulatório ficasse de cor verde fluorescente. Como os peixes-zebra jovens são completamente transparentes, os investigadores foram capazes de acompanhar, com o auxílio de um microscópio, o crescimento dos vasos sanguíneos fluorescentes.
 

O estudo apurou que, quando os níveis de glutaredoxinas eram baixos, os vasos sanguíneos dos embriões cresciam desorganizadamente e o sistema circulatório não era adequadamente estabelecido. Os investigadores verificaram ainda que a glutaredoxina 2 controla o interrutor químico de uma outra proteína, a sirtuína, e que a modificação de um único aminoácido é essencial para que o sistema circulatório se desenvolva normalmente.
 

De acordo com os autores do estudo, estes resultados não ajudam apenas a conhecer melhor o desenvolvimento do sistema circulatório. O crescimento de novos vasos sanguíneos, um processo conhecido por angiogenese, também desempenha um papel importante na patologia de várias doenças, nomeadamente do cancro. A capacidade de promover a angiogenese é uma das principais características do cancro, uma vez que o crescimento dos tumores e formação de metástases são dependentes da formação dos vasos sanguíneos que os alimentem.  
 

“Compreender como os vasos sanguíneos se desenvolvem e como este processo pode ser modelado, pode fornecer novas formas de combater o cancro”, conclui o primeiro autor do estudo, Lars Bräutigam.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.