Descoberto gene associado a doenças relacionadas com a artéria aorta

Doenças são fatais se não detectadas precocemente

30 agosto 2005
  |  Partilhar:

As doenças graves na artéria aorta, a maior do corpo humano, podem ser fatais. Mas cientistas norte-americanos encontraram um gene que lhes está directamente relacionado. A descoberta pode resultar em novos tratamentos para estes problemas de saúde. Em um artigo publicado na revista médica Circulation, os cientistas relatam terem avaliado 80 famílias com histórico de aneurisma e de dissecção da aorta. Quatro dessas famílias tinham em comum uma mutação de um gene chamado TGFBR2.Segundo os cientistas, o gene é responsável pela fabricação de uma proteína que regula a síntese e a quebra de tecidos na região da aorta. Embora os investigadores sempre tenham suspeitado de uma forte componente genética, o isolamento desse gene é um primeiro passo. Um aneurisma aórtico é definido como uma dilatação permanente e patológica de um segmento da aorta, que pode acabar por rebentar. Já a dissecção é uma espécie de necrose que pode levar ao mesmo problema. Factores comuns a doenças cardíacas como o tabagismo, sedentarismo e tensão alta estariam relacionados ao problema. MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.