Descobertas mutações relacionadas com o cancro dos rins

Estudo publicado na revista “Nature”

15 janeiro 2010
  |  Partilhar:

Um estudo publicado na revista “Nature” dá nota de terem sido identificadas novas mutações genéticas que poderiam contribuir para o desenvolvimento do cancro dos rins.

 

O estudo, liderado por Andrew Futreal, do Wellcome Trust Sanger Institute, no Reino Unido, analisou o ADN de 101 amostras procedentes de pacientes que tinham desenvolvido a forma mais frequente de cancro dos rins no adulto, o chamado "carcinoma de células claras" (clear cell renal).

 

Os cientistas verificaram que, em mais da metade dos casos, o tumor estava relacionado com mutações do gene VHL.

 

O papel do gene VHL nesta doença já tinha sido assinalado em estudos anteriores (tal como mutações no gene UTX) mas, desta vez, os cientistas foram mais longe na investigação e, ao incluírem na análise 3.544 genes, detectaram a presença de mutações noutros genes, em particular nos denominados "JARID1C" e "SETD2".

 

Em declarações à “Nature”, o líder da investigação refere que este trabalho trouxe mais dados sobre os genes implicados no cancro dos rins, tornando-se mais fácil, a partir de agora, determinar a arquitectura genética do cancro.

 

A causa do cancro dos rins é ainda desconhecida. No entanto, existem factores associados a um risco aumentado de cancro renal, nomeadamente o tabagismo e uma história familiar de cancro do rim.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.