Descoberta relação entre eczema e asma

Estudo publicado na revista “Public Library of Science Biology”

28 maio 2009
  |  Partilhar:

Investigadores americanos descobriram porque é que muitas crianças com eczema acabam por desenvolver asma meses ou anos depois.

 

O estudo realizado na Washington University School of Medicine, nos EUA, revelou que uma proteína produzida pela pele danificada, a linfopoetina estromal tímica (TSLP), despoletava sintomas de asma em ratinhos geneticamente modificados.

 

Os investigadores acreditam que a produção da TSLP pelas células danificadas da pele faz parte de um sistema de alarme para avisar o corpo de que a sua barreira defesa falhou. Após a sua produção, a TSLP entra na corrente sanguínea e, quando atinge os pulmões, faz com que estes órgãos fiquem susceptíveis aos alergénios, o que é uma característica da asma.

 

Os cientistas verificaram que, quando submetiam a alergénios os ratinhos geneticamente modificados para que eles apresentassem condições semelhantes às do eczema nos humanos, estes desenvolviam sintomas típicos da asma, tais como: secreção mucosa, contracção dos músculos respiratórios e invasão de leucócitos.

 

Os investigadores esperam conseguir parar o desenvolvimento da asma em crianças com eczema, através do tratamento precoce da inflamação da pele e do bloqueio da produção da TSLP.

 

De acordo com declarações de Raphael Kopan, líder da investigação, ao sítio EurekAlert, “caso se consiga impedir a produção de TSLP pelas células da pele, a ligação entre o eczema e a asma poderá ser quebrada.”

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.