Descoberta proteína relacionada com a perda de memória

Trabalho publicado na Neuron

17 setembro 2006
  |  Partilhar:

 

Investigadores norte-americanos descobriram uma proteína com funções cruciais de mensageira química do cérebro, que proporciona a capacidade de reconhecer objectos e pessoas, revela um artigo publicado na revista "Neuron".
 

 

Segundo os cientistas do Duke University Medical Center, North Carolina, EUA, a proteína recicla uma substância denominada "acetilcolina", que transporta as mensagens entre os neurónios.
 

 

Os cientistas revelam que os animais geneticamente modificados, com defeitos nessa proteína, demonstraram sintomas parecidos com os de Alzheimer, entre os quais a incapacidade de reconhecer caras familiares.
 

 

"Utilizando ratinhos geneticamente modificados como modelos para Alzheimer, podemos aprender mais acerca do circuito neuronal do cérebro", disse Marc Caron, professor de biologia celular do Centro Médico, que participou na investigação. O cientista acrescentou que esta descoberta poderá conduzir ao desenvolvimento de novas formas de aliviar os sintomas da doença.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.