Descoberta proteína essencial para a audição

Estudo trás novos avanços contra a surdez

24 outubro 2004
  |  Partilhar:

  Uma proteína dentro do ouvido tem um papel importante para a audição e, segundo investigadores dos Estados Unidos, poderia ajudar no tratamento de casos de surdez.Há décadas que os cientistas tentam identificar o que é que transforma o som em impulsos nervosos que são interpretados pelo cérebro. Uma equipe da Harvard Medical School afirma agora que uma proteína chamada TRPA1, situada na ponta das células ciliadas do ouvido interno, é responsável por este processo. As descobertas, feitas a partir de estudos com animais, foram publicadas na revista Nature.Os cientistas já sabem que, para que possamos ouvir, as ondas sonoras entram pelo ouvido até atingir o tímpano e fazê-lo vibrar. Isso faz com que três pequenos ossos atrás dos tímpanos, chamados ossículos, se movam. Estes, por sua vez, transferem as vibrações para uma fina camada de tecido à entrada do ouvido interno chamado janela oval. O movimento da janela oval cria então vibrações no fluído que há dentro de um órgão do formato de uma concha de caracol conhecido como cóclea. Este contém milhares de células ciliadas ligadas aos nervos, que transmitem os impulsos ao cérebro.Não se entendia ainda como essas células convertem as ondas sonoras em impulsos eléctricos. Os especialistas acreditavam que o processo envolvia algum tipo de poro ou canal que permitisse que a carga eléctrica fluísse rumo a essas células ciliadas.A equipa de Harvard, liderada por David Corey, estudou o papel da proteína TRPA1 em ratos e num tipo de peixe. E descobriram que as células que não tinham essa proteína não tinham capacidade de gerar impulsos eléctricos a partir das vibrações. Corey disse que os resultados obtidos terão de ser confirmados por mais estudos. Mas acrescentou que «esta é a mais forte prova de que essa proteína é o canal tradutor das células ciliadas». A descoberta, disse o especialista, deve ajudar os cientistas a entender melhor muitos casos de surdez hereditária.Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.