Descoberta pode levar a nova vacina contra a meningite

Bactérias modificadas geneticamente produzem reacção imunitária

09 janeiro 2004
  |  Partilhar:

Cientistas britânicos usaram a engenharia genética para tornar ratinhos imunes a todas as formas de meningite, inclusivamente às causadas por estirpes de bactérias do grupo B, contra as quais não existem vacinas. «Tanto quanto sei, é a primeira vez que se demonstrou a possibilidade de proteger contra várias estirpes de meningite», disse Johnjoe McFadden, o líder da equipa da Universidade de Surrey que divulgou este trabalho na revista «Infection and Immunity». Os cientistas criaram uma estirpe de meningite B incapaz de causar a doença, desarmando a bactéria dos genes mais perigosos. Depois, injectaram-na em ratinhos, para tentar estimular o seu sistema imunitário a criar anticorpos contra ela. A tentativa resultou, o que leva os cientistas a pensar que um dia será possível criar uma vacina que confira resistência aos três tipos de meningite meningocócica (existem já vacinas contra a estirpe A e C). Agora, a equipa vai procurar identificar as proteínas da bactéria geneticamente modificada que induzem a reacção imunitária. «Por ora, ainda não temos uma vacina. Mas esperamos completar o trabalho dentro de três anos», disse McFadden à BBC Online.A meningite é uma inflamação das membranas que envolvem o cérebro e pode ter origem viral ou bacteriana. A primeira, apesar de comum, raramente põe em risco a vida da pessoa infectada. Mas a meningite de origem bacteriana, que afecta centenas de milhares de pessoas em todo o mundo, pode ter sequelas graves e até levar à morte, sobretudo de crianças e jovens adultos. Fonte: Público

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.