Descoberta partícula que pode estar na origem da esquizofrenia

Estudo sueco releva factos surpreendentes

25 agosto 2002
  |  Partilhar:

Investigadores suecos anunciaram ter descoberto uma partícula desconhecida no líquido cerebral raquidiano de indivíduos afectados por esquizofrenia que admitem poder estar associada à origem da doença.
 

 

"Encontrámos um marcador para a doença. A próxima etapa consiste em saber se se trata de um fenómeno geral e presente em toda a parte no mundo ou se se verifica apenas nos escandinavos", disse Lennart Wetterberg, da equipa de investigadores do Instituto Karolinska.
 

 

Segundo o cientista, a partícula não é nem um vírus nem uma bactéria, podendo tratar-se de um fragmento de célula nervosa alterada ou de uma nova forma de vida.
 

 

"Poderá ser uma nova forma de vida. É uma hipótese sobre a qual estamos a trabalhar", disse.
 

 

A partícula foi detectada em 20 dos 22 pacientes afectados por esquizofrenia que participaram no estudo.
 

 

Pelo contrário, apenas 2, num painel de 38 indivíduos saudáveis, eram portadores da partícula.
 

 

"Devemos determinar se esta partícula aparece no início da doença ou durante o processo de tratamento", sublinhou Wetterberg.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.