Descoberta origem genética da toxemia da gravidez

Dez por cento das futuras mães sofre do problema

07 abril 2005
  |  Partilhar:

 

 

 

Investigadores do departamento de Química do centro Médico de Amsterdão descobriram que a causa da doença, designada toxemia da gravidez, é uma deficiência genética hereditária, indica um comunicado da instituição.
 

 

A toxemia, de que podem padecer até dez por cento das grávidas, provoca na futura mãe aumento da pressão arterial, retenção de líquidos, problemas renais, tonturas e dormência nos dedos.
 

 

Os efeitos sobre o feto manifestam-se, entre outras formas, na perda da quantidade dos nutrientes que recebe, o que poderá causar complicações no parto, problemas de crescimento ou até a morte do bebé.
 

 

Os investigadores descobriram que a doença tem origem num defeito hereditário no gene que intervém na formação das ligações sanguíneas entre a placenta e o feto. Essas ligações, estabelecidas através das células da placenta, produzem-se num estado incipiente da gravidez e têm uma importância vital para a alimentação do feto.
 

 

Os resultados da investigação foram publicados na edição electrónica da revista médica Nature Genetics.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.