Descoberta forma de aumentar o número de células estaminais

Estudo publicado no “Journal of Experimental Medicine”

21 junho 2013
  |  Partilhar:

Investigadora portuguesa descobre uma forma de aumentar o número de células estaminais, o que poderá permitir transplantes diretos destas células para doentes com leucemia, e resolver o problema de falta de reservas nos bancos de sangue, dá conta um estudo publicado “Journal of Experimental Medicine”.
 

Sandra Pinho, do Albert Einstein College, em Nova Iorque, identificou em humanos uma população de células capaz de expandir o número de células estaminais hematopoieticas (as células estaminais que dão origem a todas as células do sangue, desde plaquetas a glóbulos vermelhos ou brancos).
 

A notícia avançada pela agência Lusa refere que esta descoberta poderá ajudar a resolver situações em que é necessário transplantar diretamente as células estaminais hematopoieticas de forma a gerar, de novo, todo o sistema sanguíneo, como acontece nas leucemias ou anemias crónicas.
 

Adicionalmente, esta possibilidade de expandir o número de células estaminais hematopoiéticas poderá resolver o problema crónico de falta de dadores nos bancos sanguíneos.
 

Para Sandra Pinho, “estes novos resultados são um primeiro passo importante no estudo da regulação das células estaminais do sangue dentro da medula óssea”.
 

“Além disso, no futuro, esperamos conseguir em laboratório expandir o número de células estaminais do sangue em quantidades suficientes para ajudar doentes hematológicos que necessitam de transfusões ou transplantes da medula óssea”, sublinha.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.