Descoberta chave do envelhecimento

Investigadores concluem que está no ADN mitocondrial

27 maio 2004
  |  Partilhar:

Cientistas suecos afirmam que os primeiros sinais do envelhecimento surgem com uma série de pequenas alterações de um misterioso componente genético celular chamado ADN mitocondrial.A conclusão baseia-se numa investigação realizada com ratos e que constitui a primeira prova experimental desta teoria. Para os autores do trabalho, divulgado na edição desta semana da revista científica Nature, a descoberta pode explicar o processo de envelhecimento nos seres humanos, embora considerem necessários novos testes.«Este dano no ADN mitocondrial à medida que se envelhece parece ser um fenómeno universal nos mamíferos», afirmou o principal autor do estudo, Nils-Goran Larsson, do Instituto Karolinska de Estocolmo.«Eu e muitos outros pensávamos que se tratava apenas de um fenómeno secundário», acrescentou. «Creio que o nosso estudo é importante por mostrar que essas mutações podem de facto causar várias alterações associadas ao envelhecimento».Vários cientistas concordam que um elevado índice de mutações no ADN mitocondrial tem efeitos sobre o envelhecimento, embora considerem - como David Finkelstein, do Instituto Nacional sobre o Envelhecimento, dos EUA, - que nem todo o envelhecimento tem origem nessas mutações.Numa definição simplificada, a mitocôndria é como uma central bioquímica que existe nas células com a função de converter comida em energia, contendo porções de ADN próprio que estão separadas do núcleo da célula, onde residem os genes do corpo.Fonte: Lusa 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.