Descoberta célula que causa Leucemia em crianças

Estudo apresentado na “Science”

22 janeiro 2008
  |  Partilhar:

Um estudo realizado com duas gémeas britânicas de quatro anos identificou uma célula irregular que causa Leucemia infantil, revela um artigo publicado na “Science”.
 

 

Ambas as crianças possuem células "pré-leucémicas" na medula óssea, embora até agora só uma delas tenha desenvolvido a doença.
 

Olivia Murphy desenvolveu Leucemia Linfóide Aguda quando tinha dois anos, mas até agora a sua irmã gémea, Isabella, é saudável.
 

 

Segundo os investigadores, ambas possuem "células-estaminais pré-leucémicas" contendo um gene mutante, que se forma quando há recombinação do ADN.
 

 

As células pré-leucémicas são transferidas de uma gémea para a outra no útero, através do sangue partilhado. Mas é necessária outra mutação genética no começo da infância para que as células causem a doença. A segunda mutação, que pode ser causada por uma infecção, ocorreu em Olivia mas não em Isabella.
 

 

Os médicos realizam testes regulares a Isabella para procurar sinais de Leucemia, mas quando atingir a adolescência acredita-se que as células irregulares desaparecerão.
 

 

O próximo passo na pesquisa, segundo o líder da investigação Tariq Enver, da Unidade de Hematologia Molecular do Medical Research Cancer, é “atacar a célula-estaminal pré-leucémica e a célula-estaminal do cancro com fármacos novos e pré-existentes para curar a Leucemia enquanto evitamos os efeitos secundários debilitantes e, com frequência, prejudiciais, dos tratamentos actuais".
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.