Descoberta causa do jet-lag?

Cientistas mais perto das razões

12 maio 2004
  |  Partilhar:

 A sensação de cansaço que ataca os passageiros após longas horas em grandes viagens pode estar desvendada por completo.   Cientistas da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, acreditam ter descoberto por que as pessoas sofrem jet-lag - De acordo com os investigadores, uma pessoa tem dois centros de referência temporal no cérebro - um está relacionado às 24 horas do dia, que é o tempo marcado pelo relógio, e o outro a factores externos, como o dia e a noite. Segundo os cientistas, que publicaram um estudo na revista científica Current Biology, o jet-lag ocorre quando os dois centros não estão sincronizados. A equipa da Universidade de Washington acredita que é possível desenvolver uma droga para lidar com o problema. «Se descobrirmos como as duas partes do cérebro entram em sincronia, será possível descobrir mecanismos para tratar o jet-lag», afirmou o investigador Horacio de la Iglesia. Acredita-se que uma parte muito pequena do cérebro, chamada núcleo supraquiasmático, que controla o sono, as hormonas e a temperatura do corpo, seja a que também reagiria a factores externos, como o sol. No entanto, outras características estariam mais relacionadas aos ciclos de 24 horas, sugerindo a presença de um outro centro de referência temporal, que não é afectado por factores externos. O estudo examinou ratos que foram expostos a dias e noites artificiais que duravam 11 horas, e não as 12 horas normais. Os cientistas observaram então que os ratos começaram a comportar-se à noite como se fosse de dia. Os cientistas então examinaram o nível de duas proteínas no cérebro desses animais. Uma delas, Perl, está normalmente presente durante o dia. A outra, Bmall, é mais encontrada durante a noite. Quando os ratos se comportavam normalmente, as proteínas também eram encontradas em níveis normais. No entanto, quando os animais começavam a exibir comportamento diurno durante a noite, os cientistas descobriram a presença das duas proteínas no cérebro ao mesmo tempo: a Perl era encontrada na metade superior, e a Bmall, na parte inferior. A descoberta sugere que a parte inferior do centro de referência temporal do cérebro está mais relacionada aos ciclos de 24 horas, já que ela continuou a produzir a proteína «correcta», mesmo sem a presença de luz. O estudo também sugere que a parte superior está mais relacionada a factores externos. Os investigadores acreditam que o jet-lag seja causado quando as duas partes não estão em sincronia. Segundo Mary Morrell, professora de fisiologia do sono do Instituto Nacional do Coração e do Pulmão em Londres, muitos sistemas biológicos trabalham de acordo com dois centros de referência. Morrell acredita que a chave para o sucesso de tratamentos mais eficazes seja o desenvolvimento de drogas que tivessem um efeito mais específico no cérebro. Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.