Depressão materna afeta linguagem dos bebés

Estudo publicado na “Proceedings of the National Academy of Sciences”

11 outubro 2012
  |  Partilhar:

A depressão materna e a toma de um tipo comum de antidepressivos podem alterar uma fase crítica do desenvolvimento da linguagem dos bebés, revela um estudo publicado nos “Proceedings of the National Academy of Sciences”.
 

Neste estudo, os investigadores da University of British Columbia, nos EUA, acompanharam três grupos de mães: um que estava ser tratado com inibidores seletivos da recaptação da serotonina, um outro grupo de mães com depressão mas que não estava a fazer tratamento e um terceiro grupo que não apresentava sintomas de depressão.
 

Através da medição das alterações da frequência cardíaca e do movimento dos olhos provocadas por sons e imagens da língua materna e não materna, os investigadores calcularam o desenvolvimento da linguagem dos bebés, aos seis e dez meses de idade. Foi também estudado como a frequência cardíaca dos fetos, às 36 semanas de gestação, respondia à linguagem.
 

O estudo apurou que o tratamento da depressão materna com inibidores seletivos da recaptação da serotonina acelerava a capacidade dos bebés em sintonizar os sons e imagens da sua língua materna. Por outro lado, foi verificado que caso a depressão das mães não fosse tratada poderia prolongar este período de adaptação.
 

“Os resultados deste estudo chamam a atenção para a importância dos fatores ambientais no desenvolvimento infantil e também para a relevância do bem-estar materno “, revelou, em comunicado de imprensa a líder do estudo, Janet Werker.
 

A investigadora referiu que estão agora a planear outros estudos para testar se outros tipos de antidepressivos têm um impacto semelhante no desenvolvimento da linguagem dos bebés.
 

Um dos coautores do estudo acrescentou que este estudo “lembra mais uma vez que uma saúde mental debilitada durante a gravidez é um dos principais problemas de saúde para a mãe e para os seus filhos. O não tratamento nunca deveria ser considerado uma opção.”

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A. 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.