Depressão associada à inflamação do cérebro

Estudo publicado na revista “JAMA “Psychiatry”

02 fevereiro 2015
  |  Partilhar:

A depressão está associada a um aumento de cerca de 30% da inflamação no cérebro, defende um estudo publicado na revista “JAMA “Psychiatry”.
 

A inflamação é uma resposta natural do organismo contra a infeção ou doença. O organismo utiliza a inflamação com frequência para se proteger, como quando um tornozelo sofre uma torção e fica inflamado, e o mesmo princípio aplica-se também ao cérebro. Contudo, níveis demasiado elevados de inflamação são prejudiciais e podem causar danos.
 

Estudos anteriores já haviam sugerido que a inflamação poderia influenciar o desenvolvimento de sintomas depressivos, como baixos níveis de humor, perda de apetite e problemas de sono.
 

Neste estudo, os investigadores do Centro de Adição e Saúde Mental do Instituto de Investigação de Saúde Mental Familiar Campbell, no Canadá, decidiram averiguar se independentemente de outras doenças físicas, a inflamação induzia a depressão. Todos os participantes, 20 com depressão e 20 sem esta doença, foram submetidos a uma tomografia por emissão de positrões. Foi dada especial atenção à ativação de um tipo de células imunes que desempenha um papel importante na resposta inflamatória cerebral, as microglia.
 

O estudo apurou que havia um aumento da inflamação no cérebro dos pacientes com depressão e que esta era mais severa nos indivíduos com doença mais acentuada. O cérebro dos indivíduos com depressão clínica apresentavam um aumento de cerca de 30% da inflamação.
 

"Estes resultados têm implicações importantes para o desenvolvimento de novos tratamentos para um grupo significativo de pessoas que sofrem de depressão “, revelou, em, comunicado de imprensa, um dos autores do estudo, Jeffrey Meyer.
 

A depressão severa afeta 4% da população. No entanto, mais de metade das pessoas afetadas não respondem aos antidepressivos. Deste modo, o investigador sugere que estudos futuros deveriam investigar o possível impacto dos anti-inflamatórios nos sintomas da depressão.
 

"A depressão é uma doença complexa e sabemos que envolve mais do que uma alteração biológica (…). Agora acreditamos que a inflamação no cérebro é uma dessas alterações e isto é um avanço importante”, conclui Jeffrey Meyer.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.