Depois dos cães...os ratos

Cientistas treinam roedores a localizar vítimas sob escombros

26 setembro 2004
  |  Partilhar:

Cientistas norte-americanos estão a treinar ratos a localizar corpos de vítimas debaixo de escombros causados por abalos sísmicos ou atentados terroristas, informa a revista britânica New Scientist.Os participantes no projecto, financiado pelo Departamento de Investigação do Pentágono (DARPA), esperam poder apresentar a primeira equipa de resgate com ratos dentro de nove meses.Em comparação com meios alternativos, como cães ou robôs, os ratos têm a vantagem de poderem entrar em buracos muito pequenos e disporem, como os cães, de um olfacto muito apurado. Porém, é necessário treiná-los a reconhecer cheiros humanos e dispor de um mecanismo através do qual possam emitir sinais captáveis no exterior.Segundo a revista, este objectivo foi alcançado pelos cientistas Linda e Ray Hermer-Vasquez, da Universidade da Florida em Gainsville. Basicamente, identificaram os sinais nervosos emitidos pelos ratos quando cheiram algo que lhes agrada e treinaram-nos a gostar dos cheiros humanos. Com esse objectivo desenvolveram um sistema de eléctrodos que implantaram em três áreas do cérebro: o córtex olfactivo, que processa os cheiros, o córtex motor, que ordena os movimentos, e o centro que reage a recompensas.Os eléctrodos, cada um deles com 32 fios de aço inoxidável com 75 micrómetros de diâmetro, ficam permanentemente implantados no cérebro dos ratos e podem emitir sinais durante nove meses. Os investigadores treinaram os roedores a procurar cheiros humanos estimulando o centro de recompensas a gerar sinais de prazer sempre que os detectassem. «Quando um cão fareja uma bomba emite um sinal específico que é reconhecido pelo seu treinador. No caso do rato, em vez de ser ele a responder a um estímulo condicionado, somos nós que captamos os sinais do seu cérebro», explicou o neurocientista John Chapin, da Universidade do Estado de Nova Iorque em Brroklyn, que colabora no projecto.Quando os ratos se encontram nos escombros de um edifício, os peritos podem assim controlar os seus movimentos por computador e captar os sinais de prazer que emitem ao localizarem a presença de corpos humanos. Trata-se então de localizar a sua posição através de sinais de rádio, após o que as equipas de socorro podem começar a escavar, refere o artigo da New Scientist.Além do reconhecimento dos cheiros humanos, os ratos estão a ser treinadas a detectar o cheiro de certos explosivos, como o TNT e o RDX, localizando assim bombas por explodir que possam ter sido colocadas por terroristas.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.