Dependência de ansiolíticos atinge 250 mil portugueses

Dados divulgados pela Deco

29 janeiro 2013
  |  Partilhar:

A dependência de ansiolíticos ou de medicamentos para dormir atinge cerca de 250 mil portugueses e quatro em cada 10 já tomaram algum destes medicamentos pelo menos uma vez na vida, dá conta um inquérito divulgado pela Deco.
 

A associação de defesa do consumidor Deco realizou um inquérito a mais de 12.500 indivíduos para averiguar a quantidade de indivíduos que tomava ansiolíticos e hipnóticos. Os resultados, publicados na edição de fevereiro/março da revista Teste Saúde, e aos quais a agência Lusa teve acesso, indicam que os fármacos mais utilizados são as benzodiazepinas. Cerca de um quarto dos indivíduos que toma este tipo de fármacos revelou sinais de “uso problemático”, com a sensação que o efeito dos comprimidos está a diminuir ou que está a causar maios danos que benefícios.
 

De acordo com a Deco, um quinto dos inquiridos que toma estes fármacos admitiu grande preocupação e nervosismo quando não tem os comprimidos à mão ou quando não os toma nas horas habituais. Quando deixam de tomar os medicamentos, as queixas apresentadas por cerca de 40% dos doentes são problemas de sono e aumento da ansiedade.
 

O inquérito permitiu ainda concluir que os ansiolíticos e indutores de sono fizeram parte da vida de um quarto dos portugueses. O consumo é mais frequente entre as mulheres, pessoas com mais de 65 anos, com dificuldades económicas, grupos com baixo nível de educação e desempregados.
 

A maioria dos inquiridos recorre a estes fármacos para enfrentar problemas de sono (41%), problemas no local de trabalho (41%) e acontecimentos traumáticos (29%).Relativamente à fonte de prescrição dos medicamentos, em metade dos casos é o médico de família o responsável pela receita, seguindo-se um psiquiatra. Mas há 6% dos inquiridos que admitem tomá-los por conta própria.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.