Dentistas ilegais passam vinhetas do Ministério da Saúde

Classe não tem formação académica

09 julho 2003
  |  Partilhar:

Os odontologistas não legalizados que operam em Portugal utilizam vinhetas que foram distribuídas pelo Ministério da Saúde, ao passarem receitas aos pacientes, segundo a edição de quinta-feira do Público. Esta classe não tem formação académica, mas actua praticamente no mesmo campo de um médico dentista.
 

 

Citada pelo mesmo diário, a assessora de imprensa do Ministério da saúde, Ana Margarida Pereira, explica que «em princípio só os odontologistas acreditados podem ter vinhetas, mas pode estar a acontecer algum problema com as listas que o departamento de recursos humanos envia para as administrações regionais de saúde».
 

 

A situação que se está a verificar pode ser motivada pelo facto de muitas das pessoas que estão inscritas na direcção-geral do departamento de recursos humanos do Ministério da Saúde enquanto odontologistas não estarem acreditadas. Na origem deste exercício ilegal da profissão estão, portanto, os vários processos de reconhecimento não concluídos por parte daquele ministério.
 

 

Ainda de acordo com o mesmo jornal, dos 132 «falsos dentistas» denunciados pela OMD na primeira lista, 81 são odontologistas não acreditados pelo Governo.
 

 

Fonte: Público
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.