Dengue: estudo epidemiológico está em curso

Declarações do delegado de Saúde Pública da Madeira

22 outubro 2012
  |  Partilhar:

O delegado de Saúde Pública da Madeira, Maurício Melim, revelou que está em curso um estudo epidemiológico sobre a febre da dengue transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.


"O estudo epidemiológico realiza-se à medida que se vão registando os casos e vai-se fazendo a avaliação para saber quem, onde, quando e porquê adoeceu", explicou o delegado de saúde.


"Sabemos que cerca de 54% das pessoas necessitou de internamento, que o período médio foi de uma semana e que as pessoas eram fundamentalmente residentes ou trabalhavam em Santa Luzia”, acrescentou.


A notícia avançada pela agência Lusa refere ainda que, segundo Maurício Melim, o início dos sintomas registou-se na terceira semana de setembro e todos os casos sofreram de febre, prostração, dores musculares e articulares e, por vezes, alguma intolerância aos alimentos, mas passados sete a oito dias as pessoas recuperaram.


O responsável desmistificou ainda a ideia de que a dengue tem uma elevada taxa de mortalidade: "A verdade é que a dengue só raramente é que dá problemas sérios de saúde”.


“Em noventa e muitos por cento dos casos de infeção, as pessoas curam de alguma forma espontânea ou com alguns cuidados de suporte", disse.


O delegado de saúde disse que "o tratamento de suporte consiste em baixar a febre, repouso e, sempre que necessário, administração de soros ou líquidos para hidratar”.


Contudo, disse que nos casos que se complicam "há que olhar para os órgãos que são atingidos e, desse ponto de vista, o tratamento tem de ser direcionado para a manifestação clínica que estiver a dominar o quadro clínico".


"Esta doença só se transmite pela picada do mosquito infetado, não se transmite de pessoa a pessoa e não se criam cadeias de transmissão", adiantou ainda.


ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.