Dengue: Brasil está sob risco de epidemia

Governo antecipa medidas de combate à doença

06 setembro 2010
  |  Partilhar:

As acções de combate à dengue foram antecipadas pelo governo brasileiro devido ao risco de epidemia e surtos de doença em todo o país, dá conta uma notícia avançada pela agência Lusa.

 

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, revelou ter antecipado as actividades, porque foi avaliado um risco importante de surtos e epidemias em estados brasileiros, sendo que em 19 deles, o risco é alto ou muito alto.

 

Esta doença ʺé um problema de saúde e é recorrente. É compreensível que a sociedade queira uma saída mágica, mas não há magias em relação a essa questão. Só se vai resolver quando for desenvolvida uma vacina que imunize contra os quatro tipos da doença", diz ainda José Gomes Temporão.

 

As estratégias de combate à doença incluem nomeadamente visitas ao domicílio, mobilizações colectivas de limpeza urbana, reforço na recolha de lixo e aplicação de insecticidas e larvicidas.

 

O governo brasileiro vai fornecer aos estados e municípios mais de 260 mil litros de insecticidas, 3 toneladas de larvicidas, 20 aparelhos formicidas para matar os mosquitos adultos, 800 mil litros de soro, um milhão de comprimidos de paracetamol e um milhão de envelopes de sais de reidratação oral.

 

O número de casos de dengue no Brasil já ultrapassou os 730 mil casos este ano, um aumento de 120% face ao mesmo período de 2009.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A
 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 1 Comentar

Dengue: reemergência prevista

Está correto o Ministro da Saúde,José Gomes Temporão, em relação ao retorno previsto da Dengue. Porém, se faz necessário informar à população brasileira que,
o controle aos vetores Aedes aegypti e ao A. albopictus, carece de ações reais e que não sofram interrupção.Pois, para um controle eficaz e eficiente nenhum outro
esforço, a não ser o já citado,mais uma campanha educativa de verdade,poderá livrar este nosso país de ainda levarmosd décadas com esses sazonais surtos epidêmicos e/ou com epidemias de Dengue capazes de vitimar milhões de pessoas.Falar em erradicação dos vetores e, consequentemente, a extinção dessa virose, é algo que não alcansaremos,infelizmente,e o Dr, Temporão,sabe disso,tanto quanto sei,eu.e quem mai se dedica a saúde pública, deste nosso rico-pobre país.
José Marcolino da Silva,Sanitarista.

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.