Deixar de fumar reduz a ansiedade

Estudo publicado no "British Journal of Psychiatry"

07 janeiro 2013
  |  Partilhar:

Contrariamente à crença generalizada, deixar de fumar reduz a ansiedade, sugere um estudo publicado no “British Journal of Psychiatry”.
 

“Fumar cria ansiedade, os fumadores têm de saber isto e entender como a sua experiência pode ser enganosa”, revelaram, em comunicado de imprensa, os investigadores da Oxford University, Cambridge University, e Kings College London, no Reino Unido.
 

Para o estudo, os investigadores acompanharam 491 fumadores que tinham iniciado programas de cessação tabágica. Todas os participantes tinham recebido pensos de nicotina e atendiam semanalmente aos programas de apoio. Foi verificado que 21,6% dos indivíduos tinham sido diagnosticados com problemas mentais antes de deixarem de fumar, nomeadamente ansiedade e problemas de humor.
 

No início do estudo, os investigadores mediram os níveis de ansiedade de todos os participantes tendo estes também sido questionados sobre razão pela qual fumavam: por prazer, para calmar ou pelas duas razões.
 

O estudo apurou que, seis meses mais tarde cerca de 24% dos participantes tinham permanecido sem fumar. De acordo com os investigadores, os indivíduos que tinham deixado de fumar apresentavam, comparativamente com os que fumavam, níveis de ansiedade significativamente mais baixos. A diminuição da ansiedade foi, em comparação com aqueles que fumavam por prazer, particularmente visível entre os ex-fumadores que o faziam para aliviar o stress.
 

Para aqueles que recomeçaram a fumar por prazer os níveis de ansiedade permaneceram inalterados. Contudo, para aqueles que fumavam para acalmar, assim como para os participantes que tinham sido diagnosticados com problemas mentais, os níveis de ansiedade aumentaram.
 

Os investigadores referem que aqueles que fumavam para acalmar tendiam a fazê-lo logo após o acordar. Este tipo de comportamento tem como objetivo evitar os sintomas de abstinência, incluindo a ansiedade. Quando os participantes conseguiam deixar de fumar, este tipo de episódios de ansiedade tendiam a desaparecer.
 

Os autores do estudo concluem que, parar de fumar, provavelmente, reduz a ansiedade e o efeito é possivelmente maior para aqueles com problemas psiquiátricos e que fumam para lidar com o stress. Os médicos deveriam explicar aos pacientes que parar de fumar é benéfico para a sua saúde mental.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.