Deficiência de vitamina D em pessoas com doenças hepáticas

Estudo apresentado no encontro do American College of Gastroenterology

19 outubro 2008
  |  Partilhar:

A deficiência de vitamina D ocorre em mais de 90% das pessoas com doença hepática crónica, e pelo menos um terço deles apresentam deficiência grave da vitamina.
 

 

O estudo, apresentado no Encontro Científico Anual do American College of Gastroenterology, foi realizado na Universidade do Tennessee, nos EUA.
 

 

De acordo com o estudo, a falta de vitamina D tem sido relacionada com doenças hepáticas colestáticas, como a cirrose biliar primária. Alguns estudos sugerem que a cirrose pode predispor à osteoporose devido à existência de alterações na homeostase de cálcio e vitamina D.
 

 

Com o objectivo de determinar a prevalência da deficiência de vitamina D em pessoas com doença hepática crónica, foram avaliados 118 pacientes: 43 com hepatite C e cirrose; 57 com hepatite C sem cirrose; e 18 com cirrose e sem hepatite C.
 

 

As análises indicaram que 92,4% dos pacientes apresentavam algum grau de deficiência da vitamina. No grupo com hepatite e cirrose, aproximadamente 16% tinha deficiência leve; 49%, moderada; e 30%, grave. Entre os pacientes com hepatite C e sem cirrose, as taxas eram de 23%, 53% e 14%, respectivamente. E, no terceiro grupo, 39%, 28% e 28%, respectivamente.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.