Défice do Serviço Nacional de Saúde diminuiu

Declarações da ministra da Saúde

06 setembro 2010
  |  Partilhar:

O défice do Serviço Nacional de Saúde diminuiu 10,5%, para 101,6 milhões, no primeiro semestre, anunciou a ministra da Saúde.

 

Em declarações à agência Lusa, Ana Jorge, revelou que ʺa despesa cresceu, neste semestre, a um ritmo inferior ao crescimento da receitaʺ, salientando que ʺse considerarmos apenas as realidades comparáveis, a despesa cresce apenas 3%, apesar do aumento na produção hospitalar e na prestação de cuidadosʺ.

 

Os principais sectores que contribuíram para a redução do défice foram as despesas com pessoal, os meios complementares de diagnóstico e tratamento e as transferências para os hospitais com gestão empresarial.

 

Contudo, o Secretário de Estado da Saúde, Óscar Gaspar, referiu que ʺa imagem sobre a evolução das contas de Junho não pode ser extrapolada para o final do ano, porque o segundo semestre será diferente".

 

ʺComparando o primeiro semestre deste ano com o segundo semestre do ano passado, o crescimento da despesa do Estado é de 3%ʺ, acrescentou o Secretário de Estado.

 

As despesas com pessoal no primeiro semestre deste ano, em comparação com o mesmo período no ano anterior, diminuíram 8%, tendo passado de 661 milhões de euros para 609 milhões. No entanto, o Ministério sublinha que, em termos "comparáveis", a despesa subiu 2,1%.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.