Decisões morais falham se não houver emoção

Estudo liderado pelo Neurocientista António Damásio

23 março 2007
  |  Partilhar:

 

As emoções desempenham um papel causal importante nas decisões morais. Este é o resultado da mais recente investigação sobre as emoções e o cérebro realizada por uma equipa de Neurologistas norte-americanos co--liderada pelo Neurocientista português António Damásio.
 

 

Publicado ontem na “Nature”, este estudo é também o primeiro a demonstrar esta função das emoções. Sem elas, algumas decisões morais mantêm a lógica, mas resultam frias e desumanas.
 

 

A lesão cerebral em causa localiza-se no cortex pré-frontal, numa zona chamada VMPC (ventromedial prefrontal cortex, em inglês), e para avaliar o seu papel nas decisões morais a equipa montou uma experiência em que participaram 30 pessoas, dividas em três grupos; Um com este tipo de lesão cerebral, outro com lesões noutras regiões do cérebro e outro ainda sem qualquer lesão cerebral. Todos os participantes foram sujeitos a um questionário com uma série de cenários que envolviam escolhas.
 

 

"A maioria das pessoas sem esta lesão específica fica dividida. Mas estes indivíduos [com lesão na VMPC] parecem não sentir o conflito", explicou António Damásio, que dirige o Brain and Creativity Institute na University of Southern California, em Los Angeles, nos EUA.
 

 

"É incrível como esta lesão é selectiva", notou Marc Hauser, professor de psicologia em Harvard e co-autor do estudo, sublinhando que ela "interfere com a capacidade de decisão moral quando uma acção negativa entra em conflito com o resultado utilitário".
 

 

Um sentimento de aversão impede os seres humanos de fazer mal uns aos outros. Com esta lesão cerebral, esse mecanismo deixa de existir.
 

 

Fonte: Diário de Notícias
 

MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.