Datação das ecografias de gravidez para IVG em questão

Ordem dos Médicos levanta dúvidas

07 novembro 2007
  |  Partilhar:

 

Uma em cada dez ecografias realizadas nos centros privados tem a datação errada, segundo o presidente do colégio da especialidade de Ginecologia e Obstetrícia da Ordem dos Médicos, Luís Graça.
 

 

O presidente do colégio de especialidade de Ginecologia duvida da qualidade das ecografias obstétricas feitas em centros privados necessárias para as Interrupções Voluntárias da Gravidez (IVG). Baseado na sua experiência, o especialista refere que uma em cada dez ecografias tem a datação da gravidez errada, às vezes "com desvios de mais de uma semana em relação ao real".
 

 

Foi esta constatação que levou à mudança de opinião do especialista em relação à realização de IVGs em centros de saúde. No início concordava, agora discorda do seu alargamento, porque os clínicos gerais têm que confiar nos exames vindos de serviços privados com quem o Estado mantém convenções. "Tenho dúvidas de que em centros de saúde haja o mesmo rigor no tempo de gestação do que nos hospitais", aponta.
 

 

O obstetra explica que nos centros privados é norma que as ecografias obstétricas sejam feitas não por obstetras mas por radiologistas, que têm menos prática na datação da gestação.
 

 

Fonte: Público
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.