Damásio distinguido com o Prémio Príncipe das Astúrias

Neurologista premiado pela contribuição na luta contra Parkinson e Alzheimer

22 junho 2005
  |  Partilhar:

 

 

 

O neurologista português António Damásio foi quarta-feira distinguido com o Prémio Príncipe das Astúrias pela sua contribuição na luta contra doenças que «preocupam a Humanidade» pela sua gravidade e extensão, como são os casos de Parkinson e Alzheimer.
 

 

Numa declaração, o júri do Prémio Príncipe das Astúrias de Investigação Científica e Técnica 2005 destaca o reconhecimento mundial da «contribuição essencial» de António Damásio para o conhecimento dos mecanismos que regem o funcionamento do cérebro.
 

 

Os estudos do neurologista português, segundo o júri, revelaram as áreas cerebrais que exercem uma influência decisiva no comportamento humano, particularmente nos processos de emoção e elaboração dos sentimentos, bem como um melhor entendimento das bases da linguagem e da memória.
 

 

Damásio, director do Departamento de Neurologia da Universidade de Iowa (Estados Unidos), impôs-se nas últimas votações do júri face às candidaturas conjuntas dos biólogos Peter Lawrence (Estados Unidos) e Ginés Morata (Espanha), e à do físico espanhol Juan Ignacio Cirac Santurian.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.