Dadores de sangue consideram-se mal informados sobre colheita

Inquérito realizado pela DECO

31 julho 2008
  |  Partilhar:

Metade dos dadores de sangue considera-se pouco informados sobre os riscos e benefícios da dádiva e 71% considera não ter informações suficientes sobre a colheita, embora a maioria acredite ser segura, aponta um inquérito promovido pela DECO Proteste.
 

 

A associação de defesa dos consumidores concluiu que os dadores têm uma imagem positiva dos serviços de recolha, "mas pedem mais esclarecimentos sobre riscos e benefícios da dádiva e maior promoção dos locais e datas", baseando-se nos resultados de um inquérito que realizou junto de 2.400 portugueses e que foram publicados na revista Teste Saúde de Agosto.
 

 

Face a estes resultados, a DECO aconselha o Ministério da Saúde a "intensificar a promoção aos locais de recolha", pedindo que as equipas que fazem a colheita apostem mais no esclarecimento, que o documento de consentimento informado seja "mais claro quanto aos riscos e benefícios" e que seja entregue uma cópia deste ao dador no final do processo.
 

 

Fontes: Lusa e DECO
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.