Da diabetes gestacional à diabetes tipo 2: o papel da atividade física

Estudo publicado na revista “JAMA Internal Medicine”

22 maio 2014
  |  Partilhar:

O aumento da prática de exercício físico pelas mulheres com diabetes gestacional pode diminuir o risco da progressão para a diabetes tipo 2, defende um estudo publicado na revista “JAMA Internal Medicine”.

 

A diabetes gestacional é uma complicação comum da gravidez, caracterizada pela intolerância à glucose que ocorre durante a gravidez, ou é pela primeira vez diagnosticada neste período. Cerca de um terço das mulheres com diabetes tipo 2 na idade reprodutiva já teve antecedentes de diabetes gestacional. Assim, o diagnóstico da diabetes gestacional pode fornecer às mulheres uma oportunidade de reconhecerem que se encontram em risco aumentado de desenvolver diabetes tipo 2, podendo consequentemente tomar as devidas medidas preventivas.

 

Uma vez que o controlo glicémico pode ser regulado pela prática de atividade física, os investigadores do Instituto Nacional de Saúde Infantil e Desenvolvimento Humano Eunice Kennedy Shriver, nos EUA, decidiram averiguar se a prática de exercício físico regular poderia impedir ou atrasar o início da diabetes tipo 2.

 

O estudo contou com a participação de 4.554 mulheres, as quais foram acompanhadas desde 1991 até 2007. Foram recolhidas informações sobre a prática de atividade física ou adoção de hábitos sedentários, como ver televisão. No total 635 mulheres desenvolveram diabetes tipo 2.

 

O estudo apurou que cada incremento de 100 minutos de atividade física moderada ou 50 minutos de atividade física vigorosa estava associado a risco 9% menor de desenvolver diabetes tipo 2. As mulheres que praticavam 150 minutos de atividade moderada ou 75 minutos de atividade vigorosa apresentavam um risco 47% menor de desenvolver diabetes tipo 2. 

 

Por outro lado, o aumento da quantidade de tempo despendido a ver televisão foi associado a um maior risco de desenvolver a diabetes tipo 2.

 

“Estes resultados fornecem uma mensagem de esperança para mulheres com antecedentes de diabetes gestacional, pois apesar de apresentarem um elevado risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2, a promoção de um estilo de vida ativo pode diminuir este risco”, concluíram os autores do estudo.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.