Cuba anuncia vacina que aumenta esperança de vida de doentes oncológicos terminais

Notícia apresentada em conferência de imprensa

26 junho 2008
  |  Partilhar:

O Centro de Imunologia Molecular (CIM) de Cuba anunciou esta semana ter conseguido aumentar entre 30 a 40% o tempo de vida de doentes com Cancro do Pulmão, através da administração de uma vacina terapêutica. No entanto, não foram apresentados dados concretos do ensaio clínico.
 

 

As primeiras experiências para criação da vacina CIMAVAX EGF começaram em 1992, tendo o primeiro ensaio clínico ocorrido três anos depois. Actualmente, o produto está a ser testado em 579 pacientes internados em 18 hospitais cubanos, de acordo com declarações da líder do projecto, Gisela González, numa conferência de imprensa realizada esta semana.
 

 

Segundo a especialista, a vacina é composta "por duas proteínas básicas no Factor de Crescimento Epidérmico (EFG), que provoca uma resposta imune". "É segura, não tem efeitos adversos", explicou.
 

 

Perante os resultados, a responsável mostra-se confiante na comercialização do produto. Existem "condições de produção para colocar este tratamento à disposição tanto de Cuba como do resto do mundo”, sustenta.
 

 

Desde 2004 que o produto tem autorização do Gabinete de Controlo de Activos Estrangeiros do Departamento do Tesouro Norte-Americano para ser testado e comercializado.
 

 

Em declarações à agência Lusa, o vice-presidente da Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP), Renato Sotto Mayor, lembra que para um "produto ser aprovado tem de passar por muitos estudos e ensaios". O especialista adverte que o estudo cubano ainda não está publicado em nenhum jornal científico credenciado.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.