Crise aumenta procura de apoio psiquiátrico

Declarações de um especialista em doenças mentais da Organização Mundial de Saúde

13 agosto 2012
  |  Partilhar:

A crise económica está a conduzir a “um aumento crítico” da procura de apoio psiquiátrico, de acordo com Horácio Firmino, que vai trabalhar na revisão dos critérios de diagnóstico das doenças mentais da Organização Mundial de Saúde.

 

“Vê-se que há um aumento da procura de apoio devido à crise económica que vivemos, às dificuldades económicas e, podemos dizer mesmo, a algumas dificuldades alimentares”, revelou à agência Lusa o médico do Serviço de Psiquiatria do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).
 

Horácio Firmino integra um conjunto de peritos internacionais que vai trabalhar na revisão dos critérios para o diagnóstico das doenças mentais, processo em que a crise e a economia serão aspetos a investigar como causas destas patologias.
 

“Existe um conjunto de circunstâncias que são precipitantes da doença mental, os aspetos psicossociais e, dentro destes, existem, nomeadamente, a desnutrição, o desemprego, a falta de dinheiro, toda a situação de 'stress' vivencial que tem a ver com a crise económica que vivemos”, salientou o psiquiatra do CHUC que, com o colega de Guimarães, se vai debruçar sobre a saúde mental da terceira idade.
 

Segundo o coordenador da Gerontopsiquiatria daquele serviço do CHUC, estes aspetos, geradores de ansiedade e depressão, “muitas vezes, são negligenciados em termos de diagnóstico”.
 

Com a crise e as dificuldades “surge a doença e a necessidade de intervir, não só sob o ponto de vista clássico, médico, mas também com um conjunto de outras intervenções, quer com o psicólogo, quer com o serviço social”, disse o também presidente da Associação Europeia de Psiquiatria Geriátrica, Horácio Firmino.
 

Apesar de não ter dados para afirmar que tem havido um aumento do consumo de antidepressivos devido à crise, o chefe de serviço do CHUC disse, contudo, que, “muitas vezes, os doentes não tomam a medicação prescrita, porque não têm dinheiro para a comprar”.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.