Crioestaminal aposta na internacionalização

Mercado português sofre quebra nos últimos anos

16 setembro 2013
  |  Partilhar:

A Crioestaminal aposta na internacionalização para combater a diminuição sentida, nos últimos dois anos no mercado da criopreservação de células estaminais do sangue do cordão umbilical.
 

O diretor-geral e presidente da comissão executiva da Crioestaminal, André Gomes, disse à Lusa que “o mercado caiu cerca de 20% nos últimos dois anos”, o que considerou ser “normal, sobretudo, devido à diminuição da natalidade”, mas também devido à “diminuição” do poder de compra.
 

No entanto, André Gomes referiu que o mercado está a estabilizar, mas salientou que a Crioestaminal tem “projetos de internacionalização que ajudam a manter o todo da atividade da empresa”, que já está presente em Espanha e em Itália.
 

Para além destes mercados, a empresa está a analisar outras geografias, “nomeadamente na Europa de Leste e na América Latina”, disse o responsável, acrescentando ser “bastante precoce” dar mais pormenores.
 

“Nos próximos três a cinco anos, pretendemos consolidar a nossa posição como segundo maior banco [de células estaminais] a nível europeu e ter uma presença significativa também na América Latina”, disse André Gomes.
 

A aposta na América Latina é justificada pela “proximidade linguística com o Brasil e pelo dinamismo do mercado". Relativamente à decisão de entrar na Europa de Leste é explicada pela “proximidade geográfica, que permite algumas sinergias”, e também pela existência de mercados que “estão ainda com um dinamismo económico significativo”.
 

O diretor-geral da Crioestaminal adiantou que a empresa deverá criar entre "10 a 20 postos de trabalho nos próximos três a quatro anos".
 

Nos últimos dez anos, a empresa guardou “mais de 50 mil amostras de células estaminais e já libertou sete amostras para 12 transplantes que, em alguns casos, contribuíram para a cura de doenças potencialmente fatais”, de acordo com dados da Crioestaminal.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.