Crianças são sensíveis aos comportamentos e intenções dos outros

Estudo publicado na revista “Child Development”

03 dezembro 2010
  |  Partilhar:

As crianças perdem a vontade de ajudar alguém, se vêem essa pessoa a prejudicar outra ou sentem que essa pessoa quer causar mal a alguém, mesmo sem ter agido para o fazer, refere um estudo do Instituto Max Planck de Antropologia Evolucionista em Leipzig, na Alemanha, publicado na revista “Child Development”.

 

"Os nossos estudos mostram que as crianças são sensíveis não só aos comportamentos morais dos outros, mas também às intenções por de trás desses comportamentos", disse a líder da investigação, Amrisha Vaish, em comunicado enviado à imprensa.

 

Os investigadores realizaram dois estudos com quase 100 crianças, pertencentes à classe média alemã, com três anos. As crianças participaram em vários cenários em que os actores adultos realizavam várias acções que envolviam ajuda (colando um desenho que alguém rasgou), maldade (rasgar o desenho de outra pessoa), intenção de prejudicar (querer e não ser capaz de rasgar o desenho de outra pessoa), e de maldade acidental (acidentalmente rasgar o desenho de outro). O sentido de ajuda das crianças foi avaliado por darem ou não aos adultos a peça do jogo que estava em falta.

 

Os estudos descobriram que as crianças ajudaram menos um adulto, não só quando viam que este prejudicava outra pessoa, mas também quando observam que a pessoa tinha intenção de magoar outra, mesmo sem causar danos reais. Quando os adultos eram prestáveis ou quando causaram danos acidentais, as crianças responderam com ajuda. Isto sugere que as crianças são sensíveis não só para outros comportamentos morais, mas também para as intenções que estão por trás deles.

 

A investigação traz novos dados sobre a nossa compreensão do desenvolvimento moral dos nossos filhos. E isso levanta questões sobre os pressupostos passados de que as crianças ajudavam todos da mesma maneira.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 2Média: 4.5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.