Crianças obesas têm maior risco de sofrer de complicações pós-cirúrgicas

Estudo apresentado na American Academy of Otolaryngology-Head and Neck Surgery Foundation

18 outubro 2009
  |  Partilhar:

As crianças obesas têm um risco aumentado de sofrer de complicações respiratórias decorrentes de cirurgias de correcção de distúrbios respiratórios do sono, revela um estudo apresentado na American Academy of Otolaryngology-Head and Neck Surgery Foundation.

 

A apneia obstrutiva do sono, o tipo mais comum de distúrbios respiratórios do sono, ocorre quando a via aérea superior é obstruída ou colapsa durante o sono, causando uma diminuição da oxigenação que pode conduzir a alterações cognitivas e comportamentais nas criança. O tratamento utilizado para distúrbios respiratórios do sono nas crianças é a remoção cirúrgica das amígdalas e adenóides, que podem causar a obstrução das vias aéreas superiores.

 

Para este estudo, os investigadores acompanharam a recuperação de 49 crianças obesas que foram submetidas à cirurgia para corrigir distúrbios respiratórios do sono.

 

O estudo revelou que 75,5% das crianças obesas tiveram uma ou mais complicações respiratórias após a cirurgia, enquanto isso ocorreu apenas com 26,3% das crianças do grupo de controlo. Em particular, a obstrução das vias aéreas foi significativamente mais frequente nas crianças obesas do que nas saudáveis. Foi ainda constatado que as crianças obesas tinham uma maior probabilidade de serem internadas e de terem um internamento mais longo. Por outro lado, a probabilidade de desenvolver este tipo de complicações era maior nos rapazes e era tanto maior quanto mais elevado fosse o seu índice de massa corporal.

 

Os autores do estudo acreditam que estes resultados podem influenciar a avaliação do risco e do benefício da cirurgia de correcção dos distúrbios respiratórios do sono na população obesa, dado que o benefício da cirurgia para este grupo é limitado.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.