Crianças crescem mais no peso do que na altura

Obesidade infantil em Portugal é de 11,3 %

10 novembro 2004
  |  Partilhar:

O peso das crianças portuguesas cresceu mais na última década do que a altura. Um estudo que avaliou a prevalência da obesidade na faixa dos sete aos nove anos revela que Portugal é vice-campeão da Europa em crianças gordas. Um terço tem excesso de peso.O estudo, cujos resultados são publicados na edição de Novembro da revista científica American Journal of Human Biology, foi realizado em cinco distritos. Os investigadores - coordenados por Cristina Padez, da Universidade de Coimbra - assinalam que se registou «um aumento acentuado do índice de massa corporal das crianças portuguesas entre 1970 e 2002, especialmente entre 1992 e 2002». Um dado que os investigadores explicam com as mudanças nutricionais e introdução de maiores quantidades de alimentos como leite, ovos e carne mas também açúcares e gorduras. A comparação dos resultados do estudo - que envolveu quase cinco mil crianças de escolas do ensino básico - com investigações anteriores permite perceber que, por exemplo, a velocidade do aumento da estatura média das crianças foi mais acelerado até ao início da década de 90. Nos últimos dez anos aumentou a prevalência do excesso de peso e da obesidade.A prevalência que este estudo determinou para a obesidade infantil é de 11,3, com maior representatividade do sexo feminino. Mais de 20 por cento têm excesso de peso. Face aos dados disponíveis, apenas a Itália «ganha» ao nosso país. Os investigadores detectaram vários erros nutricionais e um estilo de vida já sedentário.Fonte: Diário de Notícias

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.