Criado Observatório Nacional Para a Infeção por VIH

Criado pela Associação Portuguesa para o Estudo Clínico da SIDA

21 novembro 2019
  |  Partilhar:
A Associação Portuguesa para o Estudo Clínico da SIDA (APECS) vai criar um Observatório Nacional para ter uma análise rigorosa e independente relativamente à evolução da infeção por VIH em Portugal.
 
Em declarações à agência Lusa, a presidente da APECS, Teresa Branco, sublinhou a necessidade de refletir sobre os dados que existem para se poder perceber a infeção e qual a fundamentação das opções que terão de ser tomadas.
 
O Observatório Nacional Para a Infeção VIH reunirá “pessoas dedicadas à infeção por VIH, pessoas com experiência na área ou com competências na área e baseia-se na necessidade que temos de ter uma análise que seja rigorosa e independente em relação à evolução sobre a infeção por VIH em Portugal”, explicou.
 
Teresa Branco, que é especialista em Medicina Interna no Hospital Fernando da Fonseca, sublinhou a importância de, mesmo com os recursos que existem, ter uma visão multidisciplinar e um modelo de gestão da infeção centrado nas pessoas infetadas.
 
A presidente da APECS destacou ainda que esta é já uma doença crónica “com características muito específicas” e que, por isso, é preciso “organizar e refletir qual é a melhor maneira de manter as pessoas em seguimento ao longo de dezenas de anos”.
 
“Não é fácil nas outras doenças crónicas e nesta, em particular, que lida ainda com o problema do estigma e da discriminação, temos de refletir ainda melhor sobre qual é a forma de conseguirmos estes nossos objetivos”, acrescentou.
 
A APECS, fundada em 1991, é uma associação científica sem fins lucrativos que tem por objetivo contribuir para a investigação clínica, laboratorial e epidemiológica da infeção por VIH.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentar