Cremes e perfumes são de evitar nas piscinas

Produtos poluem o ar em espaços cobertos

17 março 2005
  |  Partilhar:

 

 

Os utilizadores de piscinas cobertas devem evitar usar cremes, desodorizantes ou perfumes antes de entrar na água. Estes produtos reagem com os desinfectantes e formam compostos que poluem o ar dentro desses espaços, alertaram especialistas.
 

 

«Estes compostos atacam as mucosas, o nariz, os olhos e a garganta, podendo provocar crises de asma e reacções alérgicas em pessoas mais sensíveis ou nos professores e outros trabalhadores mais expostos», explicou à agência Lusa a coordenadora do Laboratório de Poluição do Ar do Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSA), Silvina Páscoa.
 

 

A responsável lembrou que a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que se tome banho com sabão, e não sabonete, antes de se entrar numa piscina pública, o que raramente acontece. A qualidade do ar interior em piscinas cobertas foi um dos temas em análise no I Colóquio de Saúde Ambiental, organizado pelo INSA, decorreu recentemente em Lisboa.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.