Costa Rica vai proibir a clonagem

Governo apresenta hoje a proposta à comunidade internacional

08 abril 2003
  |  Partilhar:

A Costa Rica vai apresentar à comunidade internacional uma proposta de Convenção que visa proibir a clonagem de seres humanos com fins reprodutivos, anunciou o Ministério de Relações Exteriores.
 

 

A iniciativa, que é lançada esta quarta-feira - durante a «Jornada Internacional de Estudo sobre a clonagem e os direitos humanos» _ constitui o primeiro texto formal a ser submetido à análise das Nações Unidas (ONU) para regular esta actividade, servindo de base para futuras negociações internacionais.
 

 

«Trata-se de um primeiro texto para tratar este delicado tema que afecta a dignidade humana e o respeito dos direitos humanos», disse o chanceler costa-riquenho, Roberto Tovar, assegurando que a proposta pretende ser uma contribuição para o debate deste assunto no seio da ONU.
 

 

Em comunicado, Tovar explicou que a proposta «oferece uma visão íntegra e concreta sobre assuntos relativos à clonagem humana, que vão desde a penalização ou tipificação da técnica, ao castigo ou extradição dos prevaricadores».
 

 

Inclui ainda aspectos como a cooperação policial e judicial internacional para prevenir a clonagem e a regulação das investigações com material genético humano.
 

 

Uma vez feito o anúncio da proposta, a Costa Rica irá depositar o documento em sede da ONU, que o traduzirá nos seis idiomas oficiais e o distribuirá para respectiva análise.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.