Córtex somatosensorial é mais espesso em pacientes com Enxaqueca

Estudo publicado na revista “Neurology Today”

10 janeiro 2008
  |  Partilhar:

Uma parte do córtex cerebral de pessoas que sofrem de Enxaqueca é mais espessa do que o normal, revela um estudo publicado na revista especializada “Neurology Today”.
 

 

O estudo efectuado por neurologistas do Massachusetts General Hospital, em Boston, EUA, comparou os cérebros de 24 pessoas que sofriam de Enxaqueca com 12 de outras que não apresentavam o problema.
 

 

Os investigadores descobriram que o córtex somatosensorial (região cerebral ligada às sensações das regiões do corpo e do início dos movimentos voluntários) era até 21% mais espesso nos voluntários que tinham Enxaqueca.
 

 

Segundo o coordenador da pesquisa, Nouchine Hadjikhani, os “ataques repetitivos de Enxaqueca podem levar a mudanças estruturais no cérebro ou então serem o seu resultado”.
 

 

“A maioria das pessoas envolvidas na pesquisa sofria de Enxaqueca desde a infância, o que significa que uma grande estimulação das áreas sensoriais do córtex poderia explicar essas transformações no cérebro no longo prazo”, explica o especialista.
 

 

Ainda segundo o estudo, as modificações cerebrais podem conduzir a uma maior hipersensibilidade dos pacientes a outras dores.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.