Corrupção priva milhões de pessoas de cuidados médicos

Relatório Global sobre Corrupção 2006

27 março 2006
  |  Partilhar:

 

A corrupção nos sistemas de saúde de todo o mundo priva milhões de pessoas de cuidados médicos essenciais e contribui para a propagação de doenças fatais resistentes aos medicamentos, segundo o Relatório Global sobre Corrupção 2006.
 

 

Para milhões de pobres, a erradicação da corrupção no sector da saúde é "uma questão de vida ou de morte", afirma a organização não-governamental Transparency International (TI), depois de ter analisado "o labirinto de sistemas complexos e opacos" que mina o sistema de saúde mundial, um gigante cujo orçamento global é estimado pela TI em três biliões de dólares, cerca de 2,4 biliões de euros.
 

 

Reconhecendo o empenho e integridade da maioria dos profissionais do sector, a organização frisa contudo que "há provas de subornos e fraudes em todos os sistemas de saúde, que vão do pequeno furto ou extorsão a importantes distorções da política de saúde e de financiamento através de pagamentos feitos a responsáveis".
 

 

O relatório adverte, por outro lado, que a corrupção estimula um lucrativo tráfico de medicamentos falsificados e mina o combate a doenças como a Sida, ao impedir a distribuição de agulhas esterilizadas ou a análise do sangue proveniente de dadores, porque a distribuição ou desvio ilegais esgotam os produtos armazenados.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.