Correr com a depressão

O exercício físico pode ser um anti-depressivo eficaz

27 março 2001
  |  Partilhar:

É certo e sabido que o exercício físico é bom para a saúde e que nos faz sentir bem. Uma série de estudos efectuados até hoje parecem sugerir ainda que o exercício físico pode ser uma forma eficaz de combater a depressão clínica.
 

 

Um estudo recente efectuado por investigadores alemães foi publicado na edição de Abril do British Journal of Sports Medicine. Este estudo englobou 12 homens e mulheres com depressão acentuada.
 

 

Os resultados mostraram que 6 dos 12 pacientes tiverem uma melhoria significativa após 10 dias de exercício correspondente a 30 minutos de passeios diários. Dois dos 12 pacientes melhoraram ligeiramente. Os autores mostraram ainda que 5 destes pacientes beneficiados não obtinham resultados positivos com a terapêutica com medicamentos anti-depressivos.
 

 

Já estudos anteriores tinham demonstrado que o exercício físico é um estimulante natural e, para algumas pessoas, um tratamento mais eficaz no combate à depressão do que a psicoterapia ou a medicação. Um grupo de investigação da universidade de Durham, que testou 156 pessoas deprimidas, chegou à conclusão que 3 sessões semanais de exercício de grupo podem dar melhores resultados do que um tratamento com anti-depressivos.
 

 

As razões específicas do porquê são ainda pouco claras mas sabe-se que o exercício liberta no corpo certas hormonas relacionadas com a sensação de bem-estar (endorfinas) e pensa-se também que dará às pessoas uma maior auto-confiança, auto-estima e sensação de controlo das suas vidas.
 

 

Adaptado por
 

Helder Cunha Pereira
 

MNI – Médicos Na Internet
 

 

Fonte: Reuters Health

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.