Correcção a estudo sobre células estaminais embrionárias

Nature publica adenda

24 novembro 2006
  |  Partilhar:

 

A revista Nature publicou esta semana uma versão corrigida de um estudo divulgado em Agosto, em que investigadores norte-americanos relataram a produção de células estaminais embrionárias a partir de uma única célula, retirada de um embrião muito imaturo.
 

 

Seguiam um procedimento já usado para escolher embriões saudáveis criados in vitro destinados a implantação útero de uma mulher, o chamado diagnóstico de pré-implantação. A vantagem seria evitar a destruição do embrião, que hoje é inevitável, se se quer produzir uma cultura de células estaminais.
 

 

Como explicam numa adenda ao artigo, Robert Lanza e a sua equipa da empresa Advanced Cell Technology, usaram na experiência todas as células do embrião, "para reduzir o número de embriões utilizados". Mas assim destruíram o embrião.
 

 

Tinha havido muitas críticas a este aspecto, porque a equipa cultivou as células todas em conjunto durante um tempo e considerou isso importante para o sucesso da experiência - o quer dizer que não provaram que a técnica funciona como método de poupar os embriões à destruição.
 

 

MNI- Médicos na Internet
 

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.