Cor de um comprimido afecta percepção do consumidor

Estudo publicado na revista “International Journal of Biotechnology”

03 dezembro 2010
  |  Partilhar:

De acordo com investigações recentes, a cor, forma, sabor e até mesmo o nome de um medicamento podem ter um efeito sobre a percepção que os pacientes têm sobre a sua eficácia, revela um estudo publicado na revista “International Journal of Biotechnology”.

 

Investigadores da Universidade de Bombaim, Índia, investigaram se a cor do medicamento tinha influência na escolha do paciente. O estudo, liderado por RK Srivastava, verificou que, de todas as cores estudadas, os comprimidos vermelhos e os rosa foram os preferidos das pessoas estudadas.

 

A investigação, que englobou 600 indivíduos, mostrou que três quartos das pessoas agiam em relação à cor e à forma dos seus comprimidos, afectando o cumprimento da toma.

 

Curiosamente, os investigadores verificaram que 14% das pessoas associava aos comprimidos rosa um sabor mais doce do que aos comprimidos vermelhos, e um comprimido amarelo foi catalogado de salgado, independentemente dos seus ingredientes reais. No estudo foi aferido que 11% das pessoas consideraram os comprimidos brancos ou azuis de amargos e 10% disseram que os comprimidos de cor laranja sabiam a azedo. O dobro das pessoas de meia-idade preferiu os comprimidos vermelhos tal como os adultos mais jovens, homens e mulheres. Refere o estudo que, de facto, os pacientes podem confiar no seu médico ou farmacêutico, mas isso não significa que venham a tomar o comprimido mais amargo.

 

Segundo explicaram os investigadores, "os pacientes foram submetidos a uma experiência sensorial a cada vez que tomavam uma medicação: seja engolir um comprimido ou cápsula, mastigar, engolir um líquido, ou na aplicação de um creme ou pomada".

 

Este ritual, referem, “envolve as percepções e afecta poderosamente a visão que um paciente tem sobre a eficácia do tratamento."

 

Os investigadores sugerem ser possível que se todos os elementos sensoriais da medicação forem garantidos para criar uma percepção positiva, complementar-se-ão os benefícios terapêuticos. Ressaltam, no entanto, que, surpreendentemente, pouca atenção tem sido dada a este aspecto da formulação farmacêutica.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 4
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.