Cooperativa do Povo Portuense abre nova clínica

Consultas a preço inferior às dos centros de saúde

02 maio 2006
  |  Partilhar:

 

A Cooperativa do Povo Portuense inaugura amanhã uma clínica na Madalena, Gaia, que vai cobrar dois euros por consulta de clínica geral, menos cinco cêntimos do que os centros de saúde.
 

 

A Cooperativa de Solidariedade Social do Povo Portuense, fundada em 1900, está empenhada desde 2005 em expandir as suas valências para locais onde existam núcleos relevantes de associados, de forma a evitar o incómodo da deslocação à sua sede, na Rua de Camões, no Porto. Além da sede, a Cooperativa do Povo Portuense tem ainda em funcionamento, desde 2005, mais duas: a Valbom (Gondomar) e Mafamude (Gaia). E, segundo o presidente da cooperativa, José Mendonça, ainda serão inauguradas este ano mais duas: uma em Ermesinde e outra na Trofa.
 

 

Segundo o responsável, o preço baixo das consultas de clínica geral é possível graças ao estatuto de instituição particular de solidariedade social, à "carolice" de alguns médicos, que pouco ou nada cobram à cooperativa pelo seu trabalho, e à quota mensal de dois euros paga pelos 22 mil sócios.
 

 

Todas as clínicas da cooperativa funcionam entre as 08:30 e as 18:30 e prestam serviços de médico ao domicílio dia e noite. As clínicas dispõem ainda de, entre outras, consultas de dentista (7,50 euros), oftalmologia (35 euros) e podologia (30 euros), recolha de sangue para análises, electrocardiogramas, rastreios auditivos gratuitos e uma loja de equipamento óptico com "descontos significativos".
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.