Controlada infecção que matou bebé no Hospital de Évora
09 agosto 2002
  |  Partilhar:

O director do Hospital de Évora, José Correia, garantiu na sexta-feira estar controlado o surto infeccioso detectado na Unidade de Neonatalogia, que provocou a morte de um bebé prematuro e contaminou outros dois.
 

 

Em declarações à Lusa, José Correia adiantou que a Unidade de Neonatalogia (cuidados intensivos para recém-nascidos) deverá reabrir normalmente na próxima semana, depois de ter sido encerrada a novos doentes, estando apenas ocupada com um dos bebés infectados.
 

 

O surto infeccioso, com origem na bactéria "serratia", infectou em finais de Julho três recém-nascidos, como noticia hoje o Diário de Notícias. Um deles acabou por morrer. Nascera após 29 semanas de gestação com cerca de 1,3 quilos.
 

 

Outro dos bebés atingidos, segundo o médico, "já está completamente curado da infecção", mas continua internado no Serviço de Pediatria por não ter autonomia respiratória.
 

O terceiro recém-nascido "está clinicamente bem", embora ainda infectado, continuando em vigilância na Unidade de Neonatalogia, explicou José Correia.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.