Contenção de gastos com medicamentos não pode ser feita só pelos médicos
24 julho 2001
  |  Partilhar:

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) alertou hoje para o facto de a contenção dos gastos com medicamentos não poder ser conseguida "responsabilizando só os médicos", até porque "quem estabelece o regime de comparticipações é o Estado".
 

 

O secretário-geral do SIM, António Bento, frisou ainda que, "quando todos fizerem o que lhes compete, também faz sentido que os médicos dêem o seu contributo, se não, não faz sentido nenhum".
 

 

O sindicalista comentava desta forma algumas intervenções públicas do ministro da Saúde, Correia de Campos - com o qual reúne hoje -, nas quais o governante tem defendido a importância de se estabelecerem orçamentos clínicos como forma de "melhorar a qualidade da despesa".
 

 

Para António Bento, a contenção dos gastos com medicamentos no Serviço Nacional de Saúde (SNS) tem de passar igualmente pela "responsabilização dos doentes", pois "há muitos medicamentos desnecessários vendidos por pressão dos doentes" e igualmente pela acção do Estado.
 

 

 

Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.