Contaminação da água aumenta resistência a antibióticos

Estudo da Universidade de Gotemburgo

29 abril 2011
  |  Partilhar:

Muitas das substâncias que compõem os medicamentos que são fabricados na Índia acabam por contaminar o meio-ambiente, advertem cientistas da Universidade de Gotemburgo, na Suécia.

 

Uma investigação descobriu que uma bactéria que vive nesses rios contaminados desenvolve resistência aos antibióticos, que, segundo os especialistas, pode contribuir para o desenvolvimento de doenças "intratáveis". Segundo Joakim Larsson, um dos autores do estudo, refere que "se a contaminação contribui para desenvolver resistências nestas bactérias também poderá tornar-se num problema que nos afecte muito directamente".

 

No mesmo comunicado, enviado pela Universidade de Gotemburgo, Dave Ussery, microbiologista acrescenta ainda que "mesmo que a bactéria encontrada não seja perigosa para os seres humanos ou outros animais, poderá transferir a sua resistência a outras bactérias".

 

Para realizar a investigação, os cientistas da Universidade de Gotemburgo utilizaram um novo método baseado na sequenciação de ADN em larga escala e demonstraram que a bactéria que prolifera nos rios da Índia já tinha desenvolvido resistência a todos os antibióticos.

 

Segundo explicou Erik Kristiansson, um dos autores da investigação, "combinámos a sequenciação de ADN em larga escala, com um novo método, de modo a sermos capazes de analisar dados de centenas de diferentes genes com resistência a antibióticos em paralelo".

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.