Consumo moderado de café protege contra insuficiência cardíaca

Estudo publicado no “Circulation Heart Failure”

29 junho 2012
  |  Partilhar:

O consumo moderado de café, 4 chávenas por dia, poderá proteger contra a insuficiência cardíaca, sugere um estudo publicado no “Circulation Heart Failure”, contrariando as diretrizes da American Heart Association que advertem contra o consumo regular de café.

 

Estudos anteriores já tinham sugerido que o consumo regular de café apresentava efeitos benéficos para o coração, enquanto outras investigações não encontraram qualquer associação. Neste estudo, investigadores da Beth Israel Deaconess Medical Center (BIDMC) e da Harvard School of Public Health, nos EUA, decidiram abordar os dados de um modo diferente, direcionado o debate para a quantidade de café.

 

Os cientistas analisaram os resultados de cinco estudos, quatro suecos e um finlandês, que incluíram 140.220 indivíduos que sofreram um total de 6.522 eventos de insuficiência cardíaca.

 

Os investigadores liderados por, Elizabeth Mostofsky, constataram que, em comparação com os indivíduos que não bebiam café, aqueles que consumiam quatro chávenas por dia apresentavam um risco 11% menor de insuficiência cardíaca.

 

O estudo apurou que o consumo de café e o risco de insuficiência cardíaca poderiam ser representados através de uma curva em forma de J. A análise dose resposta demonstrou que com o consumo de níveis mais elevados de café os benefícios desapareciam gradualmente: a ingestão de cinco chávenas por dia não apresentava qualquer benefício e mais de cinco chávenas poderia, potencialmente, provocar alguns danos, em comparação com a completa abolição de café.

 

Os resultados demonstraram que a associação entre o consumo de café e o risco de insuficiência cardíaca não dependia do sexo ou antecedentes de enfarte agudo do miocárdio ou diabetes.

 

Apesar de os autores do estudo não terem investigado o motivo pelo qual o consumo moderado de café parece proteger moderadamente contra a insuficiência cardíaca, eles especulam que pode estar relacionado com o facto d o consumo de café afetar a diabetes e a pressão arterial, dois dos maiores fatores de risco da insuficiência cardíaca. “Alguns estudos demonstraram que o café diminui o risco da diabetes tipo 2, diminuindo consequentemente o risco de insuficiência cardíaca” refere, em comunicado de imprensa, uma das autoras do estudo, Murray Mittleman.

 

Por outro lado, alguns estudos têm demonstrado que o café aumenta a pressão arterial. “Mas as pessoas que consomem moderadamente café não apresentam um maior risco e talvez a ingestão destas quantidades tenha uma ação protetora contra o aumento da pressão arterial”, acrescenta a investigadora.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.