Consumo moderado de álcool pode danificar coração dos idosos

Estudo publicado na revista “Circulation: Cardiovascular Imaging”

01 junho 2015
  |  Partilhar:

O consumo diário de duas ou mais bebidas alcoólicas pode danificar o coração dos mais idosos, defende um estudo publicado na revista “Circulation: Cardiovascular Imaging”.
 

O estudo levado a cabo pelos investigadores da Escola de Medicina de Harvard, nos EUA, verificou que a severidade dos danos aumentava com o aumento do consumo de álcool. De acordo com um dos autores do estudo, Scott Solomon, estes resultados reforçam as recomendações atuais que aconselham as pessoas a beber com moderação.
 

De acordo com as recomendações dietéticas americanas, o consumo moderado de álcool é definido como a ingestão de uma bebida alcoólica diária para as mulheres, incluindo cerveja, vinho ou licor, e até duas bebidas alcoólicas por dia no caso dos homens.
 

Estudos anteriores constataram que o consumo baixo a moderado de álcool era benéfico para o coração. Contudo, este último estudo sugere que mesmo a ingestão moderada de álcool pode ter implicações negativas para o coração.
 

De forma a chegarem a estas conclusões, os investigadores analisaram os dados de 4.446 homens e mulheres, com uma média de 76 anos, que estavam integrados num estudo para avaliação do risco de aterosclerose em comunidades. Tendo por base o consumo de álcool reportado pelos participantes, estes foram incluídos num de quatro grupos: não consumidores, os que ingeriam menos de sete bebidas por semana, sete a 14 bebidas semanais e mais de 14 bebidas por semana. O tamanho, estrutura e função do coração de todos os participantes foram avaliados através de ecocardiogramas.
 

O estudo apurou que quanto mais álcool os participantes consumiam diariamente mais danos eram provocados no coração. O aumento do consumo de álcool estava associado a um alargamento do ventrículo esquerdo tanto nos homens como nas mulheres. Este efeito foi mais pronunciado nos homens que consumiam mais de 14 bebidas alcoólicas por semana.
 

O consumo moderado de álcool nas mulheres também foi associado a uma função cardíaca mais fraca. Verificou-se, especificamente, que as mulheres que bebiam apenas uma bebida de álcool por dia tinham uma fração de ejeção do ventrículo esquerdo inferior – isto é, uma capacidade reduzida de bombear o sangue do ventrículo esquerdo – e uma maior pressão no ventrículo esquerdo. Esta associação tornou-se mais forte à medida que o consumo de álcool aumentou.
 

“Constatámos que o aumento do consumo de álcool está associado a pequenas alterações na estrutura e função cardíaca. Nas mulheres, o consumo moderado de álcool foi associado a uma pequena redução na função sistólica, potencialmente contribuindo para um maior risco de cardiomiopatia alcoólica, para qualquer nível de consumo de álcool”, concluíram os investigadores.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.